Bailes Vitorianos: como se portar em um?  

Posted by Moriel in , ,


Se não dispõe de meios para dar um baile em grande estilo, nem tente.

Tendo decidido dar um baile, marcado a data e checado a conta bancária, uma importante questão é quem convidar (e em que número). Deve prestar atenção ao tamanho das salas: deixando uma folga por conta daqueles que poderão não aceitar o seu convite, não poderá mais gente que pode acomodar confortavelmente, deixando uma área livre para as próprias danças.

De modo geral, quanto mais convidados, mais brilhante o seu baile, e quanto menos, mais divertido.

Escolha os convidados também de acordo com as suas habilidades, já que o objetivo de um baile é, antes de tudo, dançar.

Os convites devem ser enviados pelo menos 7-10 dias antes da data marcada, e respondidos em uma semana, aceitando ou não o convite. Dessa forma, os convidados poderão conferir a agenda e preparar roupas, enquanto os anfitriões saberão o número de pessoas que comparecerão com antecedência.

Não convide pessoas que opõem-se a bailes e não gostam de dançar.

Varie as suas roupas. Se você vier sempre com o mesmo traje, as más línguas irão se entreter bastante.

Escolha a sua toilette com cuidado. Não corra atrás das últimas novidades da moda, e não se intimide em adaptar a moda ao seu gosto e aparência.

Não precisa chegar exatamente na hora marcada. É até mesmo recomendável o atraso de uma hora.

Mulheres solteiras devem vir acompanhadas, seja pela mãe ou por alguma outra pessoa das suas relações. As casadas também devem vir acompanhadas. Na verdade, uma senhora não pode ser deixada só num baile.

Uma senhora não pode recusar o convite a dança de um cavalheiro, a menos que já tenha aceitado um outro convite. Ou pelo menos inventar uma muito boa desculpa para tanto. Contudo, um cavalheiro certamente ficará muito ofendido e magoado se, ao ser recusado sob o pretexto de uma dor de cabeça, imediatamente depois disso ver a senhora em questão dançando com uma outra pessoa.

Ao convidar uma senhora para dançar, o cavalheiro deve antes requisitar a honra de dançar com ela do que o prazer.

As senhoras não podem deixar a sala de baile sozinhas. As casadas devem sair com um grupo de mulheres casadas, e as solteiras, com a mãe ou uma senhora de confiança desta.

Evite falar demais, e não sussurre no ouvido da pessoa com quem está dançando.

O anfitrião deve garantir que todas as senhoras que queiram dançar dancem, providenciando, de forma discreta, cavalheiros para aquelas que não tiveram a sorte de serem convidadas.

As senhoras não devem dançar demais, permitindo que as menos sortudas também dancem, ou mesmo recomendando discretamente aquelas para cavalheiros de seu conhecimento.

Não dance a menos que saiba toleravelmente bem os passos. Caso tenha que dançar, siga os passos dos outros pares. Evite chamar a atenção com movimentos desengonçados.

Comporte-se com reserva e educação.

Os cavalheiros não devem sentar-se ao lado de senhoras que não conheçam.

Qualquer apresentação, em bailes públicos, com o mero propósito de uma dança, não permite ao cavalheiro se considerar um conhecido da senhora em questão mais tarde. Ao encontrá-la mais tarde, somente a cumprimente se ela o cumprimente primeiro. Contudo, se um sujeito convidar uma senhora sem ao menos ser apresentado, deve ser recusado.

Parta sem alarde, para fazer uma visita de agradecimento aos anfitriões mais tarde.

Quando um cavalheiro acompanha uma senhora até a casa dela depois do baile, ela não deve convidá-lo a entrar, e se ela o fizer, ele não deve aceitar, mas poderá fazer-lhe uma visita no dia seguinte.

This entry was posted at terça-feira, abril 10, 2012 and is filed under , , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

4 comments

Cada vez mais apaixonada pelo blog!

10 de abril de 2012 16:09

Moriel,
você sempre salvando a minha pele em meus planos de escrita sobre Inglaterra vitoriana. Seu blog mora no meu coração (e na minha lista automática de buscas hahahaha)

10 de abril de 2012 18:21

Dá vontade de voltar no tempo... Hoje é só batidão (rsss).
Parabéns pelas postagens, gostei da das cantoras, apesar de não conseguir ouvir os vídeos.
Bjs.

Estela (do Faceirice), é que hoje vim com as bonecas...

10 de abril de 2012 20:16

Bem, o legal da etiqueta vitoriana, é que bor mais que pareça complicada, na verdade é só bom senso.

E sim... Hoje só batidão... Até tem dança de salão, mas não se comapara =(

Quando eu estudava no fundamental, tinha uma professora que era aficcionada por reconstrução, e todo evento da escola, ela obrigava a gente a dançar. Os pais adoravam e achavam fofo, as crianças odiavam de morte - os meninos, porque achavam que era coisa de menina, e as meninas porque os meninos não aprediam direito e faziam tudo errado na hora.

Enfim, arranco cabelos hoje por não ter prestado mais atenção na época.

11 de abril de 2012 04:46

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...