Coleiras  

Posted by Moriel in , , , , , , ,

Fato, traje de gala do final do século 19, começo do século 20 parece incompleto sem um colar em forma de coleira.



Alias, este tipo de colar se chama, tecnicamente, assim mesmo: Colar "Coleira de Cachorro".

Princesa Thyra da Dinamarca

Apesar de um nome nada poético, estas joias foram extremamente populares durante quase 50 anos. E sua maior popularidade coincidiu com a Belle Epoque.



Este tipo de colar foi inventado bem antes. Choker, colar curto que se ajusta ao pescoço, existiu desde a antiguidade.

Na década de 1880, entraram para a moda graças à Alexandra, princesa de Wales. Por causa de um acidente na infência, a esposa de Eduardo VII tinha uma cicatriz no pescoço. Tentando esconder esse defeito, ela usava colares largos de faixas de veludo ou fios de pérolas, que chegavam quase até o queixo.


Alexandra


Sua sucessora, rainha Mary, apaixonada por jóias, não ficava atrás.

Mary de Teck, futura rainha Mary da Inglaterra


Nada surpreendentemente, as mulheres imitaram-na.

Consuelo Vanderbilt

Margarethe de Turn und Taxis, 1899


Estes colares normalmente eram combinados com colares - riviere (colar curto de diamantes que diminuem ao se aproximar das pontas).

Rainha Sophia da Grécia, 1915


Ou com colares mais elaborados.

Imperatriz Alexanda da Rússia, 1896


Havia quatro variedades de coleiras. O primeiro tipo consistia de uma larga faixa de tecido, normalmente veludo escuro, ou, em alguns casos, rendas ou cetim.

Rainha Elena da Itália, 1899

Os mais comuns eram colares desse tipo com uma plaquinha no centro (plaque de cou).



Não posso deixar de mostrar algumas dessas placas por René Lalique.



O segundo tipo eram fios de pérolas miúdas, as vezes mais de dez, com separadores verticais.


Princesa Victoria do Reino Unido, 1905

O design dos separadores variava bastante, dependendo da fantasia do joalheiro e da cliente. Por exemplo, Maria Pavlovna da Rússia tinha um colar desses com seaparadores em forma de águias de duas cabeças salpicadas de diamantes.

 Maria Pavlovna e seu colar


O terceiro tipo é uma mistura dos dois primeiros: fios de pérolas e plaque de cou.


Princesa Sophia da Grécia




Um pouco mais de Lalique não mata ninguém.



Finalmente, o último era só de metal e pedras preciosas. Muitas vezes, estes colares eram feitos de plátina.

Imperatriz Alexandra da Rússia

Duquesa de Manchester, 1912


Estes colares combinavam bem com os vestidos da época, enfeitados com rendas e bordados em pedras preciosas.

Rainha Mary da Inglaterra, 1905


Obviamente, para usar colares-coleiras, uma senhora precisava de duas coisas: um pescoço longo e bonito, e muito dinheiro.

Victoria (filha de Alexandra), Alexandra da Inglaterra, Maria Feodorovna (Dagmar) da Rússia, 1908


Afinal, o problema não era só o material: o colar deveria se ajustar bem ao pescoço. Acho que dá pra ver qual o problema:



O que implica que eram feitos sob encomenda (o que torna qualquer coisa mais cara).

This entry was posted at segunda-feira, abril 30, 2012 and is filed under , , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

3 comments

Anônimo  

Olá Moriel,

Conheço alguém que herdou duas coleiras em filigrana acho que desta mesma época, sendo uma de prata e outra de ouro. Ambas eram acompanhadas de seu par de braceletes de ouro e prata respectivamente. Eram largos como punhos para colocar sobre as mangas das camisas brancas de seda ou cambraia de linho. Parece que eram jóias para se usar no final da tarde por não serem muito ostentativas.

1 de maio de 2012 17:02

Olá!

Então, seria mesmo isso, acho. Agora, se viessem com pedras preciosas, seriam joias de gala. Basicamente, o principal critério é o valor e a posição social.

Mas é bem legal ter objetos do passado assim =)

1 de maio de 2012 19:08

Ai que post lindo! Vai virar referência!!

O que eu sei é que as coleiras (mais próximas dessas de 1880) foram criadas na Era Romântica.

Oh,ceuz! Eu amo referências renascentistas e caí de amores por esta roupa: http://i1168.photobucket.com/albums/r484/moriel2/Dog%20collar/1899_margarethe_thurn_taxis.jpg

E sim! Nos falta o dinheiro porque a finesse nóis tem! =P

4 de maio de 2012 11:01

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...